O HOMOSSEXUALISMO E A IMUTABILIDADE DO EVANGELHO

Written by Pr. Stênio Verde on .

mao fechadaDesejo afirmar que para mim nada mudou em relação ao crescimento da homossexualidade e do seu movimento político, não me espanta tal movimento, continuarei crendo no mesmo evangelho de sempre.

A opinião pública mundial mudou, o movimento gay agora enfrenta pequenas resistências, normalmente pontuais, as estatísticas nos mostram que há uma nova mentalidade sobre a questão. Agora não apenas cidades, como em Sodoma e Gomorra, mas a humanidade caminha na mesma direção. Aqueles que não se sodomizarem haverão de aprovar tal massificação como nos diz o Apóstolo Paulo no primeiro capítulo da epístola aos crentes de Roma. Nada de novo!

As leis estão, por conta desta avalanche global, também sendo mudadas, a constituição de diversos países, a carta magna que legitimava apenas o casamento heterossexual, em consonância com as Escrituras Sagradas, sofre agora duros golpes.

A postura do catolicismo é dúbia ao meu ver, ela nos confunde, uma hora aparenta usar a estratégia de deixar que os

evangélicos sejam o saco de pancada, outra hora demonstra ter perdido a força moral para combater de forma mais veemente tal prática pecaminosa, visto que está enfrentando tantos escândalos relacionados a pedofilia e a homossexualidade nos seu muros. Temos uma igreja católica retraída e uma igreja evangélica exacerbada, com um perfil quase homofóbico, de uma homofobia política e o que é pior, me parece eleitoreira. Esta bipolaridade se dá devido aos escândalos, no caso do catolicismo e da baixa auto-estima política dos neo-evangelicos que lutam por reafirmação e espaço pela via midiática.

Assim, os evangélicos, na sua grande maioria de vertente pentecostal ou neo-pentecostal, transformam esta luta anti-homoafetifidade numa bandeira. Convocações, passeatas, comícios e programações de TV passaram a martelar somente o prego da sodomia. O evangelho mesmo sumiu, o que importa agora é a neurótica luta contra os movimentos a favor do casamento gay.

Ao meu ver, nada mudou na essência, não vou ficar repisando um tema já conhecido de todos, vou continuar pregando o evangelho que sempre preguei, sem destacar um pecado especifico em detrimento de outros, não vou me esquecer que o problema central é o coração humano e que a natureza pecaminosa é que motiva todos os males, inclusive este.

Nada mudou para mim, primeiro porque as Escrituras afirmam peremptoriamente que a homossexualidade é pecado, assim como qualquer outro pecado. Segundo, porque as leis do país podem até sofrer alguma mudança, mas eu mesmo não realizarei um casamento entre pessoas do mesmo sexo, assim como não realizarei entre pessoas que se prostituem, ou são corruptas ou violentas. Prefiro ser preso ou qualquer coisa parecida. Terceiro, gostaria de dizer que o meu protesto será sempre a pregação do evangelho, sem pretensões políticas ou açulamento de multidões, serei veemente contra todo tipo de pecado apontado pelas Escrituras e não somente contra um pecado. Quarto, sendo sancionada a lei que regulamento não apenas o casamento entre pessoas do mesmo sexo, dando direitos iguais a de um casamento heterossexual, eu sei que o evangelho será glorificado. Quando legalizaram o aborto, as pessoas continuaram se convertendo, quando legalizarem a maconha as pessoas continuarão se convertendo, quando legalizarem de foma cabal o casamento gay, muitos continuarão se convertendo em ex-gays, como sempre.

O evangelho será glorificado sempre, e em breve veremos muitos divórcios homoafetivos por causa do evangelho. E isto já acontece há muito tempo, mesmo quando não havia a vontade de legalizar tal prática. Conheço pessoas próximas a mim que se “divorciaram” por amor ao evangelho, que experimentaram uma relação duradoura com seus parceiros e hoje vivem libertos pelo poder do evangelho, concordo quando dizem que não existem ex-gays, é verdade, não existem ex-gays sem o evangelho, mas quando o evangelho se enraíza no coração humano a natureza muda. Estes divórcios e estas vidas transformadas darão testemunho poderoso do evangelho, como sempre aconteceu.

A opinião global pode mudar, a cristandade pode mudar, o caminho do protesto evangélico pode mudar, mas o evangelho é o mesmo para todos.

A Deus toda Glória!

Pr. Stênio Verde

FORM_HEADER


FORM_CAPTCHA
FORM_CAPTCHA_REFRESH